Resenha: O Homem sem Grana (Mark Boyle)

10:26

O Homem sem Grana – Vivendo um ano fora do sistema econômico – Mark Boyle

Quem nunca pensou em viver fora do sistema econômico capitalista?
Em junho de 2008, o administrador irlandês Mark Boyle, mais conhecido como “O homem sem grana” e criador da Comunidade Freeconomy, decidiu que no Dia Mundial sem Compras iria abandonar tudo por um ano e viver fora do sistema capitalista. Sem dinheiro, cheque ou cartão de crédito, apenas com um notebook movido a energia solar e um celular, para comunicar ao mundo o desenvolvimento de sua experiência.
 Após algumas compras preparatórias, ele embarcou na aventura de morar dentro de um trailer doado, fixo em um pequenoespaço de terra. Utilizando apenas sanitário compostável, alimentos forrageados e cultivados e um fogão-foguete, Mark desconstruiu todos os hábitos de consumo presentes na atualidade.
o homem sem grana

Com uma narrativa contagiante, ele relata todos os sentimentos, dificuldades e os desafios físicos, emocionais e psicológicos de viver sem dinheiro, passando pelos diferentes tipos de climas. O autor tece diversas críticas ao atual sistema e à alguns problemas que enfrentamos, como as mudanças climáticas e o ‘pico de petróleo’ – que, segundo alguns cientistas, serão extremos. Além disso, Mark dá muitas dicas e conselhos sobre como você pode reduzir a sua dependência do dinheiro, bem como seu impacto ecológico no meio ambiente.
O estilo de vida de Mark Boyle recebeu muita publicidade, positiva e negativa, aparecendo na televisão, rádio e outros meios de comunicação do Reino Unido, Irlanda, Austrália, África do Sul, EUA e Rússia. Muitos jornais relataram sua rotina, incluindo seus hábitos alimentares e de higiene.
O Homem sem Grana” é um livro muito marcante, principalmente para refletir sobre os problemas atuais do sistema econômico e o real valor das coisas. É uma leitura que vale a pena.
mark boyle

O que é a Comunidade Freeconomy?
É uma comunidade onde você pode compartilhar habilidades, ferramentas e itens com com seus vizinhos. Em 2014, a Comunidade Freeconomy se fundiu com a organização StreetBank, sendo Mark Boyle um dos líderes. Para conhecer mais, acesse: http://www.streetbank.com/
O novo livro de Mark Boyle “The Moneyless Manifesto” já foi lançado, mas ainda não tem versão em Português. Você pode ler online (em inglês) através do site: http://www.moneylessmanifesto.org/
Fotos: The Guardian e Wikipédia

Publicado originalmente em Pipoca com Refri

dilma

Impeachment? Não adianta mudar a cereja do bolo

16:29

As manifestações são legítimas e democráticas, tirando alguns extremistas. É clara a insatisfação de boa parte da população, mas não adianta mudar a cereja do bolo se o bolo continuar sendo feito da mesma forma. Ficou claro que a população como um todo está insatisfeita com o modelo político atual (dos dois lados). Dividir o país não adianta, mas como mudar essa realidade?
Além de punir os corruptos e corruptores, nós precisamos de uma reforma política ampla e profunda, com a participação de todos e não só dos políticos. Precisamos rever a questão do financiamento de campanhas, dos benefícios de Deputados e Senadores, das coligações proporcionais, obrigatoriedade do voto/voto facultativo, sistema de governo, candidatura independente e etc. Precisamos também de uma reforma tributária (como já realizada em diversos países desenvolvidos), facilitar a abertura de empresas (menos burocracia) e a geração de empregos. O problema é que boa parte do Congresso (Câmara e Senado) não quer reforma, pois representam setores que não querem essas mudanças, por isso é necessário que o povo cobre isso dos políticos eleitos.

Política

Brasileiro e o Complexo de Vira-Lata

18:55

Vejo muitas matérias e comentários negativos sobre o Brasil no Facebook e todo esse complexo de vira-lata (inferioridade em que o brasileiro se coloca, voluntariamente, em face do resto do mundo). É fato que temos muito o que melhorar ainda em infraestrutura, saneamento básico, educação, saúde e transporte público, mas segue uma notícia boa sobre o Brasil: Segundo a matéria da Exame, o Mundo enfrenta maior desigualdade desde a Segunda Guerra, mas segundo a matéria do Estadão, no Brasil o índice de pobreza caiu 50% em 8 anos e a desigualdade de renda dos brasileiros caiu nos anos 2000 para o menor patamar desde que começou a ser calculada, nos anos 60. (Fonte abaixo) Claro que ainda somos um país em desenvolvimento e temos um longo caminho a ser percorrido, mas não desista do Brasil!

Matérias:
Exame
Estadão
Terra

Política

Pra quem critica o Bolsa Família.

07:39

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda e tem suas condicionalidades. O "Bolsa Família" existe na Alemanha, um dos melhores países do mundo e lá ninguém trata ele como esmola e o valor é bem maior. O Bolsa Família movimenta a economia, segundo o IPEA, cada real investido no Bolsa Família vira R$ 1,78 no PIB. Eu vejo na maioria das pessoas que são contra o bolsa família apenas preconceito contra os pobres ou falta de conhecimento, mas adorariam uma bolsa de estudos. A necessidade de fiscalização e correção de falhas são necessárias, mas não coloca em cheque o Programa. No governo da Dilma, o Bolsa Família foi ampliado para o Plano Brasil sem Miséria (DECRETO Nº 7.492, DE 02/06/2011), e a partir do momento que uma família estiver participando desse programa, ela passa a beneficiar-se de ações de inclusão produtiva - por exemplo cursos profissionalizantes e encaminhamento ao emprego - e de acesso a serviços públicos, como escolas, água encanada e escoamento sanitário. O Bolsa Família não é mero assistencialismo. Além disso, 1,7 milhões de pessoas já deixaram de receber o auxílio e 350 mil ex-participantes hoje são microempreendedores individuais.

meio ambiente

A Vingança de Gaia

14:35

Esse livro me fez mudar e conhecer melhor as questões ambientais, principalmente sobre energia. Muitas das minhas ideias sobre energia nuclear mudaram. Livro recomendadíssimo, ele mostra como o planeta está doente e necessitando urgentemente de atitudes para frear as mudanças climáticas.

Frase interessante do Livro:

"A ideologia da sociedade industrial, baseada em noções sobre o crescimento econômico, padrões de vida cada vez melhores e fé nas soluções tecnológicas, a longo prazo é inviável. Ao mudarmos nossas ideias, temos que adotar como objetivo uma sociedade humana em que a população, o consumo de recursos, a eliminação dos resíduos e o meio ambiente estejam num equilíbrio saudável.
Acima de tudo, temos que encarar a vida com respeito e assombro. Precisamos de um sistema ético em que o mundo natural tenha valor não apenas para o bem-estar humano, mas para si em si. O universo é algo interno, tanto quanto externo."
Sir Crispin Tickell

Sinopse do Livro:

Um alerta para a Humanidade
Más notícias: o aquecimento global é um processo irreversível, e, para que a Terra não seja inabitável já nas próximas décadas, é bom começar a trabalhar agora para minimizar seus efeitos. Novo lançamento da Intrínseca, A Vingança de Gaia é o alerta de que a Terra pode estar se preparando para tornar a vida difícil para o Homem. Quem avisa é James Lovelock, um dos pais do movimento verde e autor e entusiasta da Teoria de Gaia, que acredita ser a Terra um organismo vivo, que sabe se defender do ataque de parasitas. E, neste momento, avisa ele, os parasitas somos nós, que exploramos sem dó os recursos naturais do planeta e empesteamos a atmosfera com gases poluentes.
Em A Vingança de Gaia, Lovelock não se limita a apontar problemas. Também dá sugestões de soluções, entre elas a polêmica defesa da energia nuclear como um mal menor e uma forma de a Humanidade ganhar tempo. E o tempo, alerta ele, é curto.

facebook

Rede Social x Contato Humano

09:07

Sim, vou confessar: sou um grande fã das redes sociais - twitter, orkut, facebook! Sempre gostei de todas as interações interpessoais, de conhecer pessoas novas e manter amizades distantes. Entretanto, hoje eu estava me indagando: “Será que tudo isso é melhor que o contato humano?” De fato, creio que não, pois a nostalgia que sinto de quando eu ficava o dia inteiro na rua, conversando com amigos e aproveitando o tempo, é muito grande. Embora, nos dias de hoje exista toda essa tecnologia voltada para a facilitar a comunicação e melhorar os relacionamentos, falta em nosso cotidiano o contato pessoal e o calor humano. As pessoas estão cada vez mais distantes umas das outras e esse distanciamento tende a evoluir gradativamente e isso, Eu mesmo posso testemunhar, tenho amigos que não vejo há anos e sinto muita falta deles.
Portanto, esse post é um desafio pra você que está lendo: sabe aquele amigo que você não visita há um bom tempo? Visite-o, chame-o pra sair, aproveite enquanto há tempo, infelizmente, esse tempo não volta.

--

Queria agradecer meu amigo Alex (@alex_RCT), pois foi ele quem me inspirou para realizar esse post.

Relações interpessoais...

13:49


Vou escrever um texto rápido sobre o que eu estou pensando no momento:
A relação entre pessoas é uma das coisas mais complicadas do mundo, não é fácil unir mundos completamente diferentes e chegar a um consenso, mas quando há um equilibrio de emoções é possível ter um relacionamento saudável e muito produtivo, sem exageros. Até a amizade em excesso é prejudicial, portanto, como eu sempre falo, tente encontrar o equilibrío em tudo na sua vida e terás uma vida muito divertida e prazerosa.